14 novembro 2012

Sambinha

Quem chegou já tá dentro, quem nao chegou chegasse, 
quem nao anda ligeirinho, nem nasce...

12 novembro 2012

Descarte do não tempo de lua

Amada não me censure se sou de pouco falar
Nem se este pouco que falo não faz você suspirar
É tempo de vida feia, de se morrer ou matar
De sonho cortado ao meio, de voz sem poder gritar
De pão que pra nós não chega
De noite sem se acabar
Por isso não me censure se sou de pouco falar

Criança é bonito, é
Mulher é bonito, é
A lua é bonito, é
A rosa é bonito, é
Mas criança chega a homem se a bomba quiser
A mulher só tem seu homem se a bomba quiser
Homem sonha e faz seu sonho se a bomba quiser
Não é tempo de ver lua nem tirar rosa do pé

Amada minha não chore se nunca falo de amor
Nem se meu beijo é salgado que é beijo chorado de dor
É tempo de vida triste, de olhar o céu com pavor
de mão pro último gesto, de olhar pra última flor
De verde que era esperança, trazer desgraça na cor
Por isso amada, não chore se nunca falo de amor

Criança é bonito, é
Mulher é bonito, é
A lua é bonito, é
A rosa é bonito, é
Mas criança chega a homem se a bomba quiser
A mulher só tem seu homem se a bomba quiser
Homem sonha e faz seu sonho se a bomba quiser
Não é tempo de ver lua nem tirar rosa do pé

Amada não vá embora se eu trago desilusão
Se aumento sua tristeza, tão triste a minha canção
É tempo de fazer tempo de pegar tempo na mão
De gente vindo do tempo em desfile ou procissão
No mesmo passo de sonho pra bomba dizendo não
Amada não vá embora, mudou a minha canção

Criança é bonito, é
Mulher é bonito, é
A lua é bonito, é
A rosa é bonito, é
Pois criança vai ser homem porque a gente quer
A mulher vai ter seu homem porque a gente quer
Homem vai fazer seu sonho porque a gente quer
Vai ser tempo de ver lua e tirar rosa do pé

09 novembro 2012

Cantiguinha

O que sonhei, fique por la... 
só há, o que ganhei, 
o meu viver, esse onde estou, 
errou, no verbo ser, 
o que sonhou o meu serei, nao sei, 
nem sei o meu sou, 
só sei que doi chegar assim ao fim, sem é, nem foi.

07 novembro 2012

Seu moço

É tão gostoso, seu moço
A gente ter um querer
Que entenda a gente de longe
Sem nada a gente dizer
A gente mexe com os olhos
Faz com os olhos que está bem
É tão gostoso, seu moço
Mas pra mim cadê que tem?

05 novembro 2012

Fracasso

Relembro sem saudade o nosso amor
O nosso último beijo e último abraço
Porque só me ficou
Da história triste deste amor
A história dolorosa de um fracasso.

04 novembro 2012

Não quero saber


Se há mentira nos teus lábios
Nos teus olhos, que fazer?
Eu prefiro sofrer te amando do que
Deixar de te amar e sofrer

02 novembro 2012

Dá-me tuas mãos

Por que tanta pressa de chegar ao fim?

Por que terminar o nosso amor assim
Se eu não revelei
Tudo que sonhei
E nem tu disseste
Tudo para mim?

31 outubro 2012

Nada Além


"Eu não quero e não peço
Para o meu coração
Nada além de uma linda ilusão"

18 outubro 2012

Prestimosamente - Olha


.

.

18 setembro 2012

Ahhh Vida Inconsútil


Há quem fale
Que a vida da gente
É um nada no mundo
É uma gota, é um tempo
Que nem dá um segundo...

Há quem fale
Que é um divino
Mistério profundo
É o sopro do criador
Numa atitude repleta de amor...

Você diz que é luta e prazer
Ele diz que a vida é viver
Ela diz que melhor é morrer
Pois amada não é
E o verbo é sofrer...

Eu só sei que confio na moça
E na moça eu ponho a força da fé
Somos nós que fazemos a vida
Como der, ou puder, ou quiser...

Sempre desejada
Por mais que esteja errada
Ninguém quer a morte
Só saúde e sorte...

E a pergunta roda
E a cabeça agita
Eu fico com a pureza
Da resposta das crianças

15 junho 2012

Pai Coruja


Amigo, não leve a mal
Mas isso é o meu dever
Se quer namorar minha filha
Moça de família, precisa saber

Comigo é na moda antiga
Não tem boa-vida de encher a barriga
E depois correr
O velho não é de bobeira, vai pegar você

Senta aí no sofá que eu mandei preparar
De cidreira um chá pra te tranqüilizar e quando se acalmar,
Me fale a verdade da sua intenção, cidadão

Se for amor que realmente está sentindo
Quer casar com ela, não está mentindo
Eu prometo, garanto
Seu boi vai na sombra ficar

Além de lhe dar meu consentimento
De presente um luxuoso apartamento
Todo, Mobiliado de frente pro mar, pronto pra morar

Porém se for 171, um pé rapado
Se meteu no meio de um fogo cruzado
Uma bala perdida, cuidado, ela pode te achar
Tá vendo, aqui na minha casa é um lar de alegria
Eu não deixo entrar pirataria
Se eu soltar meu cachorro ele vai ter pegar, amigo!

É um vira-lata ruim de aturar
Ele já tá de olho no teu calcanhar
Já matou um pitbull sem sair do lugar

Amigo, não leve a mal...

13 junho 2012

Imagem de um rapaz de bem

"Dizer ao mundo todo 
Que só conhece o seu quinhão ruim 
É simples desse jeito 
Quando se encolhe o peito 
E finge não haver competição 
É a solução de quem não quer 
Perder aquilo que já tem 
E fecha a mão pro que há de vir."

12 junho 2012

Eleitor


Você foi eleito? 

Eu não, em materia de eleição nunca mais vou me meter, fiz comício, pintei faixas, fui contra a corrupção.
Levei supapo, bolacha e me chamaram de ladrão, e no fim, não sou eleito.
Essa não...

Falei em mesa redonda, quadrada, retangular...
Falei em mesa de poker, de bar, de sinuca e de bilhar, e no fim, não sou eleito.
É de amargar...

Mandei fazer bandeirinha, nas cores verde e amarela, beijei gente na favela, discursei falando alto que em mim tivessem fé, que eu ia botar asfalto no morro do jacaré, e a turma não me quer...

Gritei que o petroleo é nosso, pra ver se agitava a massa, li trechos de Rui Barbosa, um dos orgulhos da raça, e no fim não sou eleito.
Isso tem graça...

E todo mundo dizia
 - É em ti que eu vou votar, manda a cedula em teu nome!
Eu mandava um pacotinho e eles deixavam ao lado, que era para anotar telefones.

Mas o pior vem depois, quer não tem explicação, na hora da votação foi uma zorra sem fim, foi tamanha confusão, que nem eu, votei em mim...

05 junho 2012

Tudo outra vez


Até parece que foi ontem
Minha mocidade
Com diploma de sofrer
De outra Universidade
Minha fala nordestina
Quero esquecer o francês...

E vou viver as coisas novas
Que também são boas
O amor, humor das praças
Cheias de pessoas
Agora eu quero tudo
Tudo outra vez...

Minha rede branca
Meu cachorro ligeiro
Sertão, olha o Concorde
Que vem vindo do estrangeiro
O fim do termo "saudade"
Como o charme brasileiro
De alguém sozinho a cismar...

Belchior

21 maio 2012

A Delicadeza do Amor


..É possivel amar após a morte de um ente querido?
Um beijo inconscientemente pode gradualmente despertar uma vida e talvez um amor...

20 maio 2012

Pressentimento

Ai ardido peito
Quem irá entender o seu segredo
Quem irá pousar em teu destino
E depois morrer de teu amor.

Ai mas quem virá
Me pergunto a toda hora
E a resposta é o silêncio
Que atravessa a madrugada.

Vem meu novo amor
Vou deixar a casa aberta
Já escuto os teus passos
Procurando o meu abrigo.

Vem que o sol raiou
Os jardins estão florindo
Tudo faz pressentimento
Que esse é o tempo ansiado de se ter felicidade. 

18 maio 2012

Volta por cima

Aquilo com quem simpatizo, seja uma pedra ou uma ânsia,
Seja uma flor ou uma idéia abstrata,
Seja uma multidão ou um modo de compreender Deus.
E eu simpatizo com tudo, vivo de tudo em tudo.
São-me simpáticos os homens superiores porque são superiores,
E são-me simpáticos os homens inferiores porque são superiores também,
Porque ser inferior é diferente de ser superior,
E por isso é uma superioridade a certos momentos de visão.
Simpatizo com alguns homens pelas suas qualidades de caráter,
E simpatizo com outros pela sua falta dessas qualidades,
E com outros ainda simpatizo por simpatizar com eles,
E há momentos absolutamente orgânicos
 em que esses são todos os homens.
Sim, como sou rei
Como sou rei absoluto na minha simpatia,
Basta que ela exista para que tenha razão de ser.

16 maio 2012

Elis Regina

 Quando caminho pela rua lado a lado com você
Me deixas louca

E quando escuto o som alegre do teu riso
Que me dá tanta alegria
Me deixas louca

Me deixas louca quando vejo mais um dia
Pouco a pouco entardecer
E chega a hora de ir pro quarto escutar
As coisas lindas que começas a dizer
Me deixas louca

Quando me pedes por favor que nossa lâmpada se apague
Me deixas louca

Quando transmites o calor de tuas mãos
Pro meu corpo que te espera
Me deixas louca

E quando sinto que teus braços se cruzaram em minhas costas
Desaparecem as palavras
Outros sons enchem o espaço
Você me abraça, a noite passa
E me deixas louca
Elis Regina

14 maio 2012

Atrás da Porta


"Quando olhaste bem nos olhos meus
E o teu olhar era de adeus
Juro que não acreditei, eu te estranhei
Me debrucei sobre teu corpo e duvidei
E me arrastei e te arranhei
E me agarrei nos teus cabelos
No teu peito, teu pijama
Nos teus pés ao pé da cama
Sem carinho, sem coberta..."

10 maio 2012

Um Método Perigoso - Trailer



.
Em cartaz do dia 11 a 17 de Maio (2012).

24 abril 2012

Chorinho Inconsequente


Queria ter o meu amor lá no cinema
No poeira de Ipanema gargalhando pra valer
E uma patota inconsequente na Tijuca
Estraçalhando a minha cuca e me dando o que fazer

Queria ter a praia,
O sol e a contra-mão
A confusão da rua,
O som de uma canção
A multidão que passa,
A praça é agitação
O futebol de areia,
O chope em vocação...

E eu queria ter amor, ter liberdade
Pra ter toda esta cidade dentro do meu coração.


18 abril 2012

Saga

Andei depressa para não rever meus passos
Por uma noite tão fugaz que eu nem senti
Tão lancinante, que ao olhar pra trás agora
Só me restam devaneios do que um dia eu vivi

Se eu soubesse que o amor é coisa aguda
Que tão brutal percorre início, meio e fim
Destrincha a alma, corta fundo na espinha
Inebria a garganta, fere a quem quiser ferir

Enquanto andava, maldizendo a poesia
Eu contei a história minha pr´uma noite que rompeu
Virou do avesso, e ao chegar a luz do dia
Tropecei em mais um verso sobre o que o tempo esqueceu

E nessa Saga venho com pedras e brasa
Venho com força, mas sem nunca me esquecer
Que era fácil se perder por entre sonhos
E deixar o coração sangrando até enlouquecer

E era de gozo, uma mentira, uma bobagem
Senti meu peito, atingido, se inflamar
E fui gostando do sabor daquela coisa
Viciando em cada verso que o amor veio trovar

Mas, de repente, uma farpa meio intrusa
Veio cegar minha emoção de suspirar
Se eu soubesse que o amor é coisa assim
Não pegava, não bebia, não deixava embebedar

E agora andando, encharcado de estrelas
Eu cantei a noite inteira pro meu peito sossegar
Me fiz tão forte quanto o escuro do infinito
E tão frágil quanto o brilho da manhã que eu vi chegar

E nessa Saga venho com pedras e brasa
Venho sorrindo, mas sem nunca me esquecer
Que era fácil se perder por entre sonhos
E deixar o coração sangrando até enlouquecer
Filipe Catto

09 abril 2012

Come Together



=)

03 abril 2012

Relacionamentos


Cientistas chegaram a uma fórmula matemática para analisar se um casamento  vai dar certo ou não, mas será que existe mesmo essa fórmula mágica?

Antigamente os relacionamentos duravam mais, os casamentos eram mini sociedades, com o Pai patrão, A Mãe sacrifícios, Os Filhos oprimidos, já hoje o casamento serve como um coroamento de uma paixão, e o sonho de uma união que nos protege de uma solidão da morte, e de uma liberdade, liberdade da angustia, porque ninguém quer liberdade, o casamento está mais frágil, o amor eufórico não dura pra sempre, e a oferta sexual da vida moderna está em alta, as celebridades se casam e separam em três edições de revistas.

Fizeram equações matemáticas para prever as causas das separações, por exemplo, existe a variável chatura, também a variável S.D (Sexo Descendente), a H.S.V (Homem sem vergonha), e o efeito Ricardão que entra e destrói os lares, conquistando esposas indefesas e deixando os maridos com dor de cabeça, mas quem está certo mesmo é o cineasta Woody Allen, que disse que um bom casamento depende de Sorte. Só isso Sorte...

01 abril 2012

Apenas o Fim

Mas eu acho o amor tão triste...

É como pedir pizza: Você pede a pizza, fica ansioso pra pizza chegar… a pizza chega! Você come, se empanturra, e vai ver televisão no sofá!

Que essa história de amor tem muito mais a ver com o Mc Donalds do que com pizza! por mais que todo mundo fale muito mal de Mc Donalds, que mata, que faz muito mal, muita gordura trans, etc e tal, eu não consigo parar de comer lá... eu tenho uma compulsão, que é muito esquisita, mas ao mesmo tempo eu me sinto bem, me sinto melhor porque eu peço pra… pra mudar alguma coisa no sanduíche, pra, sei lá, tirar o picles, E eu me sinto como se tivesse personalizando aquilo que é padronizado, E eu acho que com o amor é mais ou menos assim também, no sentido de que pode ser uma coisa banalizada, pode ser padronizado, pode ser igual pra todo mundo ou pode ser único, personalizado, só seu... E eu acho que o nosso amor foi assim, foi… foi meio que só nosso... Foi tipo o numero um, só que… sem picles!

- Apenas o Fim.

08 março 2012

Meu grande amor

Amor, meu grande amor
Me chegue assim, bem de repente,
Sem nome ou sobrenome,
Sem sentir, o que não sente...

Pois tudo o que ofereço,
É, meu calor, meu endereço
A vida do teu filho
Desde o fim, até o começo...

Amor, meu grande amor
Só dure o tempo que mereça
E quando me quiser, que seja de qualquer maneira...


06 março 2012

Noite e Dia

Nos lençóis da cama, bela manhã
No jeito de acordar
A pele branca, gata garota
No peito a ronronar
Seu fingir dormindo..... lindo

Você está me convidando....

05 março 2012

Mau-olhado

Acordei quase sonhando, que contrui um castelo, é nos teus olhos, vi um grito de impaciência e tentação, como se fosse uma poesia inefável, deliciosa palavra inebriante...

04 março 2012

Afogar....

Os encontros de olhares foram um fracasso, as conversas desanimadoras, parecendo uma companhia no elevador de qualquer prédio desse mundo, será que estamos durmindo ou subindo, talvez descendo, a roupa foi a escolhida, perfume também... depois dela sair daquele elevador com o silencio sepulcral, fico lamentando... vou embora, sem sair do meu lugar.


02 março 2012

Bloco do eu sozinho

Veja bem, meu bem
Sinto te informar......
que arranjei alguém.....
pra me confortar.......

Este alguém está.....
quando você sai......
E eu só posso crer.....
pois sem ter você.....
nestes braços tais......

"...."

Enquanto isso.....
navegando vou sem paz.......
Sem ter um porto.......
quase morto.......
sem um cais......

E eu nunca vou......
te esquecer amor........
Mas a solidão.......
deixa o coração.......
neste leva e traz......


Veja bem além......
destes fatos vis.....
Saiba, traições......
são bem mais sutis......
Se eu te troquei....
não foi por maldade.......


Amor.......
veja bem.......
arranjei alguém........
chamado.......


"Saudade'.